1
Programação: Jovens e Adolescentes – Culto de Louvor e Adoração
2
Culto com Profissão de Fé e Batismo
3
Chá das Mulheres: Pregador – Pastor Luiz Paulo Cazula
4
Informativo do Mês de Março de 2016 – Ano: 65
5
Acampamento 2016: Jovens e Adolescentes
6
Informativo do Mês de Fevereiro de 2016 – Ano: 65
7
Reencontro Dos Jovens e Adolescentes anos 80/90 e início de 2000
8
Retrospectiva 2015
9
Informativo do Mês de Janeiro de 2016 – Ano: 65
10
Confraternização do Coral – Segunda Igreja Presbiteriana de Rio Claro

Culto com Profissão de Fé e Batismo

Chá das Mulheres: Pregador – Pastor Luiz Paulo Cazula

Informativo do Mês de Março de 2016 – Ano: 65

Igreja Presbiteriana e Presbitério de Rio Claro

Conforme diz a nossa Constituição em seus três primeiros artigos, a Igreja Presbiteriana do Brasil é uma federação de igrejas locais que adota a Bíblia Sagrada como única regra de fé e prática e tem por finalidades precípuas prestar culto a Deus, em espírito e verdade, pregar e viver integralmente o evangelho. Nossa igreja exerce o seu governo por meio de Concílios e indivíduos, regularmente instalados, cujo poder é espiritual e administrativo, residindo na corporação com o objetivo, conforme a Confissão de Fé de Westminster, de promover melhor governo e maior edificação da Igreja, com a competência de decidir ministerialmente controvérsias quanto à fé e casos de consciência, determinar regras e disposições para a melhor direção do culto público de Deus e governo da sua Igreja. A Igreja Presbiteriana do Brasil possui quatro Concílios, os quais existindo em ordem ascendente são Assembleias constituídas de Ministros e Presbíteros regentes, que guardam em si governo e disciplina sob forma de autoridade, a saber: O Conselho é formado de Ministros (Presbíteros docentes) e Presbíteros regentes e exerce jurisdição sobre a Igreja local; o Presbitério é formado de Ministros (membros natos) e Presbíteros regentes (representantes das Igrejas locais jurisdicionadas) e exerce jurisdição sobre os Ministros e Conselhos de uma determinada região; o Sínodo é formado de Ministros e Presbíteros regentes (representantes dos Presbitérios da uma região) e exerce jurisdição sobre três ou mais Presbitérios, e; o Supremo Concílio, que é a Assembleia Geral da IPB, é formado de Ministros e Presbíteros regentes (representantes – deputados – dos Presbitérios de todo o País) e exerce jurisdição sobre todos os Concílios.

As igrejas que formam nosso Presbitério são: Primeira Igreja Presbiteriana de Rio Claro, pastoreada pelos Reverendos José Geral do de Souza e Cloriovaldo, Segunda Igreja Presbiteriana de Rio Claro pastoreada pelos Reverendos Wagner dos Santos, José Eugênio de Claudio e Silas Tcherne, Terceira Igreja pastoreada pelo Reverendo Samuel de Paula Junior, Igreja Presbiteriana de Batovi pastoreada pelo Reverendo Lélio Weissmann Junior, Igreja Presbiteriana do Centenário pastoreada pelo Reverendo Anderson Duarte; Igreja Presbiteriana Kairos pastoreada pelo Reverendo Jeferson Costa; Igreja Presbiteriana dos Jardins pastoreada pelo Reverendo Caleb Matos, Igreja Presbiteriana dos Bosques pastoreada pelo Reverendo Ailton Lemes Jr; Sexta Igreja Presbiteriana pastoreada pelo Reverendo Vagner Salomão; Além dessas Igrejas em Rio Claro ainda temos a Igreja Presbiteriana de São Pedro pastoreada pelos Reverendos Guilherme Praxedes e Eliton, Igreja Presbiteriana em Boa Vista do Jacaré pastoreada pelo Reverendo Samuel Sobrinho e a Igreja Presbiteriana Betesda pastoreada pelo Reverendo Cassio; Em Santa Gertrudes temos a Igreja Presbiteriana de Santa Gertrudes pastoreada pelo Reverendo Clemilton Melo e a Igreja Presbiteriana do Bairro Jardim Jequitibás pastoreada pelo Reverendo Norivaldo. Temos ainda as congregações do Jardim Azul, Itirapina, Restauração (Novo Wenzel) e os pontos de pregação em Corumbataí e Águas de São Pedro. A diretoria de Nosso Presbitério tem como Presidente o Reverendo Wagner dos Santos, Vice Reverendo José Geraldo de Souza, primeiro secretário Reverendo Anderson Duarte, Segundo Secretário Reverendo Ailton Lemes, Secretário executivo Reverendo Guilherme Praxedes e Tesoureiro o Pb Gilson Isler.

Acampamento 2016: Jovens e Adolescentes

Nosso acampamento teve como tema: De passagem. Obrigado a Graziela Mendes e família por ter cedido o espaço. E obrigado a todos os que de uma forma ou de outra ajudaram.

 

Informativo do Mês de Fevereiro de 2016 – Ano: 65

Não se deixe enganar…

Algumas características do distanciamento espiritual é a maneira sutil como ele começa. A ideia de que já sei o suficiente, e, portanto, não preciso mais ouvir tantos sermões, estudos bíblicos e “gastar” tanto tempo lendo a Bíblia é um dos pontos deste distanciamento. Outro fator que contribui para o distanciamento espiritual é o grande número de amigos, não crentes e até crentes que deverão contribuir com palavras de desânimo e falta de compromisso com Deus, com a igreja e sua missão. Por outro lado, estes mesmos, serão os maiores incentivadores para uma agenda cheia de programas “alternativos” para o seu domingo.

Neste universo confuso, de proclamação de verdades individuais, de busca do prazer pelo prazer, existe um forte ingrediente, a mídia. Os meios de comunicação estão o tempo todo enviando mensagens, conceitos seculares, dúvidas sobre a espiritualidade cristã, em uma tentativa clara de desconstruir a nossa fé. O pior é que ao mesmo tempo, enviam doutrina de uma nova confissão, desprovida de pudor e ética, carregada de preconceitos e violência, mas pintada com a falsa cara da felicidade pecaminosa.

Chegamos no fim de semana do Carnaval. Vale a pena lembrar duas coisas. Somos todos pecadores, nossa inclinação é para as coisas da carne, mas a Bíblia nos alerta, não se deixe enganar, este caminho é de dor e morte. Em segundo lugar, devemos nos lembrar sempre daquilo que Deus nos instrui: “Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam. “(Gálatas 5.19-21).

Neste Carnaval, ore, busque a Deus, leia a Bíblia ou então um bom livro cristão. Aproveite o tempo livre e faça um momento de meditação na presença de Deus. Algumas pessoas que você conhece poderão chegar ao final deste Carnaval cansados, ressaquiados, pois buscaram prazeres passageiros. Se você aproveitar este tempo para ser edificado, este será o melhor feriado de sua vida.

Viva com sua família, celebre a felicidade de ter sido escolhido por Deus, ter recebido a fé salvadora em seu coração através da graça de Deus. Fale desta verdadeira alegria cristã. Cante a leveza de sua alma em Jesus Cristo. Não se deixe enganar, as pessoas estão buscando a verdadeira felicidade, mas ela só pode ser encontrada em Jesus Cristo.

Deus te abençoe.

Rev Leonardo Sahium

Reencontro Dos Jovens e Adolescentes anos 80/90 e início de 2000

Organizado pela irmã Fatima Rosangela Franco Isler e pelo irmão Paulo Borotti, esse evento tem como objetivo reencontrarmos irmãos que fizeram parte das sociedades UPA e UMP. Pregador: Cleber Nilton Isler Gilvania Louback Isler Gabriel Louback Isler) Crédito nas fotos: Diácono Paschoal Luiz Pitta, Kalvin Leonardo e Pb. Wagner Martins Araujo.

Informativo do Mês de Janeiro de 2016 – Ano: 65

O ano de 2016 é o ano do cuidado; atitude essa comigo no âmbito físico, espiritual e emocional. Com o meu próximo e também com a minha igreja.

O livro de João foi escrito originalmente em grego. No grego, há quatro palavras dife-rentes que são traduzidas pela palavra amor, e são conhecidas como Ágape, Fileo, Stergo e Eros.

Agapé é considerar com reverência, admirar por algum bem, amar de modo mais elevado. No grego clássico significava saudar afetuosamente. Fileo é olhar para al-guém com afetuosa consideração, ter afeição, amizade, gostar de; podendo até ser traduzido por acariciar, beijar. Pode ser usado para o amor entre o marido e esposa. No Novo Testamento fileo é usado para expressar o amor de pai e mãe e de filho e de filha (Mateus 10:37). É usado para o amor de Jesus por Lázaro (João 11:3,36) e uma vez é usado para o amor de Jesus pelo discípulo amado (João 20:2).

Stergo é um verbo que está mais relacionado com afeição familiar. Seria traduzido com propriedade para o português por amar com ternura, suportar. Seu uso mais normal é descrever o amor entre cônjuges, e entre pais e filhos.

Eros – usado principalmente para o amor entre os sexos. Tanto em grego como os derivados em português (erotismo, erótico) nos evidenciam que este verbo adquiriu uma conotação pejorativa. A nossa palavra amante expressa esta ideia decadente do vocabulário”. (Pedro Apolinário, Explicação de Textos Difíceis da Bíblia (adaptado) p. 396 e 397.)

Quando Jesus pergunta para Pedro se ele o ama, Jesus usa Agapê , querendo saber se Pedro é capaz de amá-lo com todo o seu coração, de forma profunda e incondicio-nal. Contudo, Pedro responde que o ama com o verbo Phileo, ou seja, Pedro o amava de forma incompleta.

Lembra-se quando Pedro negou a Jesus antes da crucificação? Pedro tinha dito a Jesus que jamais o negaria, mas na hora H, ele falhou. A Bíblia relata que Pedro cho-rou amargamente depois disso.

No capítulo de João, onde Cristo tem esta conversa com Pedro, Jesus faz a mesma pergunta três vezes, para que Pedro refletisse na resposta que estava dando, e reco-nhecesse que não podia ser fiel a Deus sem a ajuda de Cristo.

Mas algo surpreendente ocorre na terceira vez que Jesus pergunta a Pedro “você me ama?” (João 21:17) Jesus agora usa a expressão phileo. Dando a entender que Jesus aceita o amor de Pedro por ele, mesmo sendo limitado pela fragilidade humana.

Tanto é assim que na terceira vez, Pedro responde: “Senhor, tu sabes que eu te amo (Phileo)”. É um amor imperfeito, que necessita da graça de Deus para se tornar Aga-pê, mas é o que Pedro tinha para oferecer a Jesus, tendo fé de que seria transforma-do pela graça de Deus.

O que é maravilhoso é que Jesus aceita este amor imperfeito que Pedro e todos nós temos para com ele. Mais que isso: Jesus nos convida a sermos Seus colaboradores em servir a humanidade. Ele diz à Pedro: “Apascenta as minhas ovelhas”. (João 21:17)

Confraternização do Coral – Segunda Igreja Presbiteriana de Rio Claro

Confraternização e amigo secreto (onça) da Segunda Igreja Presbiterana de Rio Claro. O irmão Pb. Alexandre Waack nos trouxe a mensagem. Também nos despedimos dos queridos Alexaandre, Raquel Waack, Gabrielle Mello e Daniel Waack, vão fazer muita falta, Deus os abençoe nessa nova caminhada. Obrigado a todos os envolvidos, e obrigado a todos que enviaram as fotos. Feliz 2016.

 

Segunda IPB Rio Claro - Todos os Direitos Reservados 2014. Criação de Sites Postali